• LEMA

Cachaça, a bebida símbolo do Brasil


Escrito por Rodrigo Rocha


Ainda lutando contra um olhar preconceituoso do próprio povo brasileiro, uma vez que sua história está intimamente ligada a questões raciais e econômicas, a cachaça tem lugar cativo na cultura do país. Apreciada em mais de 60 países e ostentando o título de terceiro destilado mais consumido no mundo (atrás da Vodka russa e do Soju coreano), ela não é apenas símbolo cultural, mas também importante componente da economia local brasileira. Neste dia 13 de Setembro comemora-se o Dia da Cachaça e em homenagem à nossa “Branquinha”, contaremos a sua história, demonstraremos sua importância e apresentaremos algumas curiosidades sobre ela.

Surgimento Assim como ocorre com outras bebidas, não há certeza da real origem da cachaça como conhecemos hoje, embora existam relatos de seu consumo início do século XVI. Algumas fontes a ligam ao espanhol “cachaza”, tipo de vinho apreciado na época colonial. Já outras creditam esse termo a uma versão feminina da palavra “cachaço” (ou “cachazo”), nome dado aos porcos selvagens encontrados na época; como o líquido oriundo da cana era utilizado para amolecer carnes animais antes do cozimento, fez-se a relação naturalmente. Os primeiros relatos históricos demonstram que a produção do destilado de cana-de-açúcar começou no Rio de Janeiro por volta de 1532 como subproduto da produção de açúcar. Uma vez fermentada e alambicada, isto é, aquecida e filtrada por escravos, se tornou importante componente da dieta diária destes, pois lhes forneciam açúcares essenciais à recuperação de energia. Devido a este antigo processo de destilação, onde a cachaça pingava do alambique, ela ficou conhecida popularmente como “Pinga”.



13/09: O Dia da Cachaça

Por uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Cachaça (IBraC), o dia treze de setembro foi escolhido como Dia Nacional da Cachaça devido à data de liberação oficial da sua produção e comercialização no Brasil em 1661: Preocupados com o crescente aumento no consumo da bebida brasileira, a Corte Portuguesa proibiu a cachaça em todo território brasileiro em 1649. Entretanto, 12 anos depois, um movimento popular fluminense conhecido como “Revolta da Cachaça”, a legalização foi possível mesmo com a resistência da Coroa, ainda receosa com a iminente substituição da bagaceira portuguesa (aguardente de bagaço de uva) pelo destilado brasileiro. A partir de então, ela se tornou símbolo de resistência à dominação portuguesa.


Produção e consumo


A cachaça é fabricada industrialmente em larga escala utilizando colunas de aço inox e em bateladas contínuas. Já a produção artesanal remonta a origem, produzindo a famosa “cachaça de alambique”, em escala bem menor, em equipamentos de cobre e de forma descontínua. As agroindústrias de aguardente estão distribuídas por todo o território nacional, embora haja uma concentração da produção na região sudeste. A capacidade instalada atual, segundo dados do Ministério da Agricultura, é de 1,3 bilhões de litros, que representa uma contribuição de aproximadamente R$ 51 bilhões com a economia. Mesmo com a grande produção, apenas 1% é exportado. Então, não é raro encontrar uma garrafa na Europa entre 14 e 20 euros. Em contrapartida, o litro de “purinha” é facilmente encontrado por menos de R$5 em solo nacional.



Você sabia?


· A cachaça é produto 100% nacional e existem acordos que protegem seu nome e origem? Qualquer outro destilado de cana-de-açúcar é chamado de aguardente de cana.

· A cachaça também é conhecida, dependendo da região, como “pinga”, “branquinha”, “marvada”, “veneno”, “mata-bicho” e “água que passarinho não bebe”?

· Minas Gerais é o maior produtor de cachaça artesanal do país com 200 milhões de litros por ano?

· Assim como para cervejas artesanais e vinhos, há todo um protocolo para a degustação da cachaça artesanal? O diâmetro da boca da taça, a cor do líquido e a quantidade de particulados influenciam na experiência sensorial.

· Para ser considerada cachaça, a bebida deve ter graduação alcoólica entre 38% e 54% em volume?

E ai, você sabia que a Cachaça tinha tanta história e importância? Conte pra gente o que achou do tema! E não esqueça de compartilhar com seus amigos e nos seguir nas nossas redes sociais!

Referências:

https://www.mapadacachaca.com.br/artigos/dia-da-cachaca-13-de-setembro/ https://www.otempo.com.br/interessa/dia-da-cachaca-saiba-mais-sobre-a-historia-e-curiosidades-desta-bebida-1.2235240#:~:text=A%20cria%C3%A7%C3%A3o%20do%20Dia%20Nacional,Brasil%2C%20no%20ano%20de%201661.

http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2010/09/dia-nacional-da-cachaca-e-comemorado-nesta-segunda-feira.html

https://exame.com/negocios/hoje-e-o-dia-da-cachaca-entenda-importancia-da-data/

https://avozdacidade.com/wp/dia-nacional-da-cachaca-e-comemorado-na-proxima-sexta-feira/

https://bartenderstore.com.br/dia-nacional-da-cachaca/

http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/12966-dia-da-cacha%C3%A7a-um-brinde-%C3%A0-bebida-s%C3%ADmbolo-do-brasil.html

https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/cana-de-acucar/arvore/CONT000fiog1ob502wyiv80z4s473agi63ul.html

https://febract.org.br/portal/cachaca-sem-motivos-para-bebemorar/

https://www.diariodaregiao.com.br/_conteudo/economia/brasileiros-pagam-at%C3%A9-r-70-pela-cacha%C3%A7a-no-exterior-1.598106.html#:~:text=Comprar%20uma%20garrafa%20de%20cacha%C3%A7a,vezes%2C%20ao%20atravessar%20o%20oceano.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo