• LEMA

5 substâncias que aumentam a imunidade

Escrito por Thais de Sá

Estamos vivendo um momento atípico devido a pandemia do novo coronavírus. Com isso, o isolamento social se faz necessário. Desse modo, a quarentena é cada vez mais comum em todos os países do mundo, assim como no Brasil. Por consequência, novos hábitos e precauções tomam conta da população.


Diante esse cenário, a LEMA está organizando algumas lives no instagram com profissionais de diversas áreas e com temas muito relevantes para a situação atual, portanto fiquem atentos as próximas datas pelas nossas redes sociais e não perca essa oportunidade.


No dia 16 de Abril houve a primeira live, cujo tema abordado foi Alimentação na Quarentena. Conversamos com a nutricionista Bianca Oliveira, mestre pela UFRJ. Entre os assuntos abordados, ela nos falou sobre algumas das substância que melhoram a imunidade. Discutimos sobre alimentos ricos nessas substâncias,


como consumi-los de maneira eficaz, contra indicações e muito mais. Confira abaixo a lista:



  • Alicina: Este componente está presente no alho e é formado quando o alimento é amassado. Entretanto, a substância é termosensível, ou seja, é sensível ao calor, portanto, o ideal seria consumir o alho cru. A Bianca nos deu uma dica de como consumir o alho cru sem que o gosto forte esteja presente. Caso queira saber qual é, continue lendo que no final do post falaremos qual é ;)


  • Curcumina: A cúrcuma é uma raiz que possui muitas ações benéficas para a saúde, como por exemplo ser antidepressiva natural, auxiliar na imunidade intestinal, ser anti inflamatória e aumentar a produção de células de defesa (leucócitos). Esse alimento pode ser encontrado em pó, o que o torna mais concentrado, logo mais potente. Todavia, a cúrcuma depende de outras substâncias para ser absorvida pelo organismo de forma eficaz. Podemos combiná-la com fontes lipídicas (azeite, por exemplo) ou com piperina, presente na pimenta do reino e que aumenta em 80% a absorção da curcumina.

ATENÇÃO: O uso da piperina associada a cúrcuma não é aconselhado para pessoas com pedra na vesícula e para as que fazem uso de anticoagulante.


  • Vitamina C: Surpreendendo um total de zero pessoas, a Vitamina C auxilia em gripes e resfriados. Entretanto, devemos evitar suplementos comprados em farmácia para não ingerirmos muito além da dose necessária. Nesse caso, ao chegar nos rins, a Vitamina C forma oxalato e pode se acumular e formar pedra nos rins. Devido a isso, aconselha-se focar na alimentação e escolher alimentos que contenham vitamina C, por exemplo (em ordem decrescente) : acerola, goiaba, caju, laranja, limão, kiwi, morango.


  • Vitamina D: Ela auxilia na imunidade pois enfraquece a cápsula do vírus, facilitando a sua lise (rompimento). Não é recomendado a suplementação por conta própria pois ela facilita a absorção de cálcio, que em excesso obstrui as artérias, causando calcificação arterial. A fonte principal dessa vitamina não está na alimentação, mas sim na exposição solar.


  • Glutamina: Este componente é um aminoácido presente nos alimentos proteicos, mas é utilizado principalmente como suplemento. Ela auxilia na imunidade por sua ação intestinal, já que o nosso intestino tem alta responsabilidade pela imunidade. A permeabilidade do nosso intestino pode permitir que substâncias tóxicas sejam absorvidas pelo nosso organismo. Cerca de 80% da glutamina proveniente da nossa alimentação é usada para nutrir os enterócitos (células intestinais). Sendo assim, controla-se a hiper-permeabilidade intestinal, auxiliando na imunidade


DICA ESPECIAL:

Uma maneira de ingerir o alho cru sem o gosto forte é fazer um molho para salada que é constituído por alguns alimentos já citados, sendo um jeito simples de reunir esses alimentos bons para imunidade. Para o molho, bata no liquidificador azeite, vinagre, gengibre, alho cru picado, limão, cúrcuma, pimenta do reino e depois armazene na geladeira.


Esse molho contém vários alimentos que vão melhorar a sua imunidade!

É importante ressaltar que esses alimentos precisam ser consumidos a longo prazo para que façam efeito. Além disso, não tome suplementos sem a indicação de um nutricionista.


Gostou desse conteúdo? Compartilhe com seus amigos! Não se esqueça de curtir nossas redes sociais no Instagram e no Facebook!


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo